Volte ao SPIN

SPIN01 SPIN02 SPIN03 SPIN04 SPIN05 SPIN06 SPIN07
SPIN08 SPIN09 SPIN10 SPIN11 SPIN12 SPIN13 SPIN14
SPIN15 SPIN16 SPIN17 SPIN18 SPIN19 SPIN20 SPIN21
SPIN22 SPIN23 SPIN24 SPIN25 SPIN26 SPIN27 SPIN28
SPIN29 SPIN30 SPIN31 SPIN32 SPIN33 SPIN34 SPIN35
SPIN36 SPIN37 SPIN38 SPIN39 SPIN40 SPIN41 SPIN42
SPIN43 SPIN44 SPIN45 SPIN46 SPIN47 SPIN48 SPIN49
SPIN50 SPIN51 SPIN52 SPIN53 SPIN54 SPIN55 SPIN56
SPIN57 SPIN58 SPIN59 SPIN60 SPIN61 SPIN62 SPIN63

SPIN64 SPIN65 SPIN66 SPIN67 SPIN68 SPIN69 SPIN70
SPIN71 SPIN72 SPIN73 SPIN74

sexta-feira, 29 de março de 2013

Spinleaks

From: jose carlos lima
>To: caomulato@bol.com.br
>CC: bentoxvi@vaticano.va
>Subject: A História de Idéia I
>Date: Sat, 14 May 2005 13:05:55 -0300 (ART)
>
>
>10_70
>
>Momento
>
>Este momento,
>
>  Idéia era nada
>
>A realidade antes da realidade
>
>Não realidade
>
>Patafísica
>
>A realidade antes de qualquer realidade
>
>Depois Idéia foi lastreando-se de consistência material_espiritual
>
>Até tornar-se real
>
>O que Idéia mais quer / sempre quis
>
>Foi tornar-se real
>
>So o momento é agora
>
>Então que seja a vontade Dele
>
>O spin deus
>
>O criador de todas as coisas
>
>Faça a luz
>
>E a luz se fez
>
>E o verbo_nome_pessoa se fez carne
>
>E habitou_habita entre nós
>
>O seu nome civil não pode ser divulgado
>
>Verão o teu rosto
>
>E não saberão quem és
>
>Isto quer dizer liberdade
>
>Autonomia
>
>Este livro será publicado
>
>E mesmo neste o momento
>
>O rosto civil_raso_superficial de Idéia
>
>Não poderá ser revelado aos povos
>
>Apenas o seu conhecimento_revelação



>
>A este respeito leia o poema Um Indio
>
>Caetano Veloso
>
>Este é o momento do nada
>
>Este momento, o momento 10 elevado à septuagésima potência negativa antes_depois do Big Bang, a Grande Deeiscência Estelar, aliás, Grande Deiscência de Idéia, é o momento agora
>
>Aquele que nunca se afastou de nós_vós 10_69
>
>
>
>                   07:07 Idéia andava_existia por aí. Meio desligado. (...) Feito um viajante/pela tua casa/ pássaro sem asa/rei da covardia (...) ( A este respeito, ouça Viajante, de Tereza Tinoco, na voz do spin cantor Ney Matogroso). Ando/meio desligado/ (...). Este pedaço é de uma composição escrita por Rita Lee, spin escritora_compositora, humana, e gravada pelo spin cantor Ney Matogrosso. A desconexão com a realidade... Este é nó da questão_doença de Idéia. Há quem pense que usa alucinógeno_peiote_canabis_sativa_etc para viajar_olhar_ser. Não. Conforme viu_apreendeu_aprendeu num  sonho, o alucinógeno de Idéia é uma caneta_ratinho_mouse, ou seja, a escrita.  Num dado momento estava escrevendo tanto, tão dependente deste ato, tão distante, que sonhou com a seguinte frase_aviso: caia na real. Noutro sonho, viu o termo “obesidade do ego” . E  obesidade se escreve obesidade_inflação. E ego se escreve ego_olho_ser. Não à ilusão_obesidade do ego_olho_ser! Caiam na real. Disse Idéia na
>  vida_morte.  Para conectar-se à realidade, visitava as festas, as concentrações de carros. Exposição Agropecuária de Goiânia. Pela primeira vez viu carros na sua vida. Morreu sem conseguir diferenciar os carros. Para Idéia, todos os carros iguais, exceto o fusca. Comprou um fusca para aprender dirigir. Desligado da realidade, dormia no volante de tanta preguiça_sono. Desistiu. O fusca apodreceu sob a chuva_sol. Comprou-o por três mil reais_dólares_euros e o vendeu por quinhentos_500. Às 02:00 horas_minutos_segundos_graus da madrugada, isto é tempo e temperatura, arrumou um namorado, Paulo, spin amante, humano. Ejaculação precoce. Como numa rápida oração. Idéia é tão complicado_preso na cama! .
>
>Idéia: como é mesmo o seu nome?
>
>Ele: Paulo
>
>Idéia: está tão frio, não está?
>
>Ele: está
>
>Idéia: você sabe como é que é, não sabe?
>
>Ele: sei
>
>( aí foram para a cama)07:37
>
>
>
>
>
>                      07:38. Idéia, escrevia um versículo e parava para respirar. Respirava dando um espaço_tempo na tecla deste computador/  um espaço entre um versículo e outro/ este é o capítulo 55 / não o 55/70 mas o 55 mesmo. Se morrer hoje, não morrerá com a sensação de tarefa por terminar, o que ocorreu no momento 66/70 quando, por um triz, não foi porto por um spin taylorista_terrorista. Ele mentiu para poder colocar em prática seu modus operandi. Todos os criminosos_doentes são assim. Eles mentem para conseguir seu intento que, geralmente, é matar, tal como este que apareceu no jornal de Goiânia, nesta data, 14 de maio, 55 de júpiter, 2005. C, spin assassino, pertencente à raça humana, sofre de desconexão do ego_realidade_olho_ser. Ele matou_estrangulou várias turistas, indo de Pirinópolis às dunas_lençóis maranhenes, deixando um rastro de morte, tal qual aquele do momento_tempo 66/70, a morte.
>
>Idéia alimentava-se com com pedações da Via_farinha lácetea e outro produto, trazido por A, spin maternal, humana
>
>Nome: Fibrasnérgica
>
>Saúde Vida e Energia
>
>Mistura de Cereais Sem Aditivos
>
>Sabor Tradicional
>
>Fibra de Trigo
>
>Fabricante: Grãos e Fibras Ltda, São Paulo – Rio Tietê
>
>Ingredientes:
>
>Fibra de trigo, germe de trigo, aveia moída, farinha de arroz, extrato de soja, farinha de soja, levedo de cerveja, no momento são 07:51 linhaça moída, semente de gergelim moída, cacau em pó e gelatina em pó 07:52, se bem que este povo, pessoas físicas e jurídicas, poderiam_deveriam, por serem citadas_divulgadas, patrocinarem_pagarem a edição_distribuição da
>
>História de Idéia I
>
>História de Idéia II
>
>História de Idéia III
>
>Etc
>
>Obra composta de visões, formas e conhecimentos
>
>Em cada dia
>
>O capítulo de hoje é o 55 porrque hoje são 55 de júpiter
>
>No dia 5 de júpiter, se não se engana, 25 de abril no velho calendário
>
>Dia da Paixão de Cristo
>
>Idéia presenteou o spin cantor Ney Matogrosso com um calendário
>
>E o calendário estava marcado_parado naquele dia santo_sagrado_profano 08:28
>
>
>
>                   08:30 Idéia saia, sempre que chamado,  do seu quarto_planeta. E carregava consigo, no lugar do ultrapassado disquete_cd, um  HD de 250 MB. Ele conectava o HD por aí, em qualquer computador com saída USB, inclusive nas festas agrícolas.
>
>Quantos volumes comporão a obra de Idéia? Não sabe ao certo. É claro que não tem certeza. Caso morra hoje, a obra consistirá em apenas este capítulo que, na verdade, pode ser considerado com um livro_lexômetro. Idéia não tem nada a ver com este  sistema fechado_sacrificante_taylorista_terrorista, o verdadeiro terror, a causa de todos os terrorismos_bestialismos é a falta de conexão com a realidade por parte do taylorismo vigente_partido de Bush_Bucho_Bento_Blair_Berlusconni_etc. Um sistema que adota uma contagem fechada_irredutível
>
>1/70_ 2/70_3/70_etc
>
>Isto é sinal de racionalismo_perfecionismo_racismo
>
>Quando na verdade Idéia era perfeito_perfeita
>
>Jamais perfeccionista_racista
>
>Idéia já foi sim, perfeccionista_racista
>
>Quando encarnou o anti-cristo, H, aquele que desencadeou_criou a Segunda Guerra Mundial
>
>O nome_olho_ser não pode ser escrito no livro A História de Idéia
>
>Idéia dizia que as palavras provocam o que elas simbolizam_olham_são
>
>Daí a proibição_limite
>
>Dizia Idéia
>
>O nome daquele que se incomoda_incomodaria ao ver se nome escrito_pronunciado por Idéia/ no livro A História de Idéia, não pode ser dito_escrito_olhado_sido
>
>Por isso escreve_olha_é, com a maior liberdade, o nome do cantor-mor, aquele que traz, dentro de si, em seus dentes_olhos_seres, a divina presença do feminino+masculino e do masculino+feminino, tanto faz...
>
>Integral Perfeito, o criador de todas as coisas, criou o spin cantor para desembuchar_desempancar_soltar as amarras_nós_gondós de Idéia Sem Morte no Coração da América Latina. Este é o motivo da devoção_admiração ao spin cantor Ney Matogrosso. Graças ao spin cantor, Idéia conquistou sua liberdade de criar_olhar_ser.
>
>Isto não é crime_doença
>
>Idéia Sem Morte no Coração da América Latina_Falatina deixou um formidável acervo nas mãos do spin cantor Ney Matogrosso
>
>É que Idéia nunca conseguia, apesar de que tentava, criar para outra pessoa senão o spin cantor
>
>Tentou vários outros, várias outras instituições como feedback. Nunca conseguiu soltar-se_olhar-se_ser, a não ser quando tinha, como receptor_interlocutor íntimo_privado o spin cantor Ney Matogrosso, o maior cantor deste planetinha. Isto não quer dizer que Idéia não considere_ouça_goste dos outros. Gosta sim. A seguir, alguns nomes. Você que não foi escrito, sinta-se representado. Todos. Sem nenhuma exceção_discriminação_seleção
>
>Fredy Mercury
>
>Cazuza
>
>Bezerra da Silva
>
>Clementina de Jesus
>
>Carmem Miranda
>
>Maisa
>
>Cartola
>
>Etc
>
>Quando pequeno, Idéia saía para o mato_cerrado para coletar frutos silvestres para se alimentar. Nunca comia os frutos mais_melhores_bonitos. Estes eram dados para sua mãe. Hoje este gesto é repetido para com o spin cantor Ney Matogrosso. A ele, todos os presentes do Presente. A ele, toda a devoção de Idéia. Dirão: isto é idolatria/fanatismo. Pois que seja. Idéia é tudo aquilo que você possa imaginar_olhar_ser. Idéia viu num sonho este ensinamento sendo pronunciado por Idéia, spin papa, humano, no dia da sua homilia, quando tomou posse no cargo vago de João Paulo II. Ele disse isso ao mundo
>
>Comunicado 1: estas igrejas que criticam os homossexuais são primitivas_verdes
>
>Comunicado 2: eu posso tudo / só não posso ser infeliz
>
>No  comunicado 2,  anunciado pela  Rádio FM Rebeldia, a frase “eu posso tudo” não quer dizer que Idéia podia tudo no sentido do abuso, da falta de limite, tal qual estes jovens brasilienses_goianienses_paulistanos que atearam fogo_balas não celestiais_vivicantes mas mortíferas_apocalpiticas_infernais contra os moradores de rua, leia-se João_José_Maria_Galdino_etc Posso tudo sim, desde que este poder esteja em consenso com a realidade, com o mundo real, jamais com a ilusão_fantasia_loucura_maldade_inferno do ego_olho_ser
>
>Inclusive Idéia foi vítima, por várias e várias dezenas de vezes, destes alucinados
>
>Muita gente testemunhou as agruras pelas quais Idéia passou_sofreu_olhou_foi
>
>A ponta da agulha_navalha nos seus olhos
>
>O tapa na cara
>
>A fuga veloz, a ponto de sofrer distiramento muscular, para não ser morto
>
>A reunião, dentro de si, de todas as forças, de todas as posterdades do céu_terra para não morrer, por exemplo, do abraço da morte, spin estrangulado, pertencente à raça humana, por ocasião do canto_sistema fechado, de n. 66/70 de netuno 2004
>
>Estes que buscam a satisfação_perfeição_igualdade a qualquer custo
>
>Se o outro tem um celular e eu não tenho, então eu vou mata-lo para possuir um celular
>
>Ilusão_obesidade do ego_olho_ser
>
>A morte não nunca  mostra a sua verdadeira face. Ela(e) vem sorrateiramente / envolta pela escuridão da noite_dia
>
>Ela(e) tem mil olhos para te prender_sufocar_iludir
>
>No corpo_olho_ser
>
>Idéia deparou-se, várias vezes, com o espectro da morte
>
>Tudo foi feito_conspirado para que ocorresse a igualdade_morte de Idéia
>
>Ocorre que não conseguiram
>
>E quando conseguiram, Idéia já havia dado seu recado ao mundo
>
>E para isto usou o spin cantor Ney Matogrosso como o repositório de seus sonhos_fantasias_realidades
>
>E, com muita força_determinação_força foi até o fim_princípio dos dias_noites
>
>Vomitou a morte uma_duas_três_várias vezes
>
>Por isso Idéia trazia, no seu corpo_olho_ser
>
>As marcas da morte_estrangulamento_fogueira_crucificação
>
>Um ponto negro do dorso da mão direita
>
>Um sinal de nascença_morrença
>
>Lembrança_sinal_traço da crucificação
>
>Não pelos judeus
>
>Mas pelos romanos_império
>
>Aqueles que, antes da morte lhe deram, como presente
>
>O cadáver de uma criança
>
>Seu filho_olho_ser 08:45
>
>
>
>                          08:44 o tempo_temperatura regridiu um pouco. Antes, o relógio marcava 08:45. Agora marca 08:44. Isto não é verdade. Idéia não mentia. Às vezes falava certas coisas apenas para brincar_divertir-se com o tempo_espaço_olho_ser quando pensavam, erroneamente, que Idéia estava loiuco, ou seja, desconectado da realidade. Nunca! Nem mesmo quando saia pelas ruas com aquela testeira vermelha na face. Aquilo não era moda_disfarce mas necessidade, é que a porta_face foi aberta e, entraram, pela porta aberta, uma tempestade de idéias que rasgava o seu corpo adentro, da face ao pé_nascedouro. Nem mesmo quando retirou de cima do cálice aquela peça_símbolo vermelho e, sentido-se próprio cálice, saiu pelas ruas desta cidade-estado Goiânia-rio meia ponte. Andava com o rosto oculto, não por ser a morte mas por ser o cálice sagrado. Andava nu, ou seja, vestido apenas com aquele véu_capu e com um manto verde_primitivo. 08:48
>
>
>
>                           09:26 O número do celular de Idéia era 062-999x-x555  Qual era a nota de abertura do celular? Ao ligar o aparelho era lido a frase_lembrete “CAIA NA REAL.” De onde veio esta frase? Foi apreendida_aprendida durante a dormência, num sonho_olhar_seição. Busca-se uma satisfação. Busca-se, a todo custo, uma satisfação, um estado de plenitude_prazer eterno, o que é impossível.  Idéia era
>
>vida_morte
>
>morte_vida
>
>Senão vejamos. Apesar de ser um quase setentão, Idéia não gostava que lhe chamassem de Senhor. Isto dava a impressão que estavam-no chamando de Senhor Jesus,  Deis, Deus ou Filho de Deus, enfim. Preferia, ao invés de lhe chamarem de Senhor, que proferissem o velho bordão_jargão ouvido às margens do velho Jordão
>
>Vou quebrar tua cara, veado!!!!!!!
>
>É melhor assim do que ser chamado de Deus
>
>Ao chegar a   esta outra lan_internet    house_casa  o proprietário referiu-se a Idéia usando a palavra senhor  como pronome_prenome de trato_recepção_tratamento
>
>  Não gostou. Deu vontade de lhe chamar a atenção. Depois percebeu que, na altura dos seus                                                                                                                                                     &n bsp;                                                                                                                                                                    &n bsp;                                                46 anos completados no dia 1 de marte, 7 de janeiro no velho calendário, 2005,  cabelos_folhas brancos, já não era mais um veadinho_garotinho. Tanto faz, pois já nasceu assim
>
>veadinho_garotinho
>
>garotinho_veadinho
>
>Tanto faz
>
>Idéia gostava de usar_pronunciar, a la Darci Gonçalves, spin escritora_atriz, humana, estas palavras de baixo escalão
>
>Fazer o que, a realidade é assim
>
>Daí a pergunta_letra_escrita de Cazuza, spin compositor_cantor, humano, para o spin cantor Ney Matogrsso
>
>“Porque Que o Mundo é Assim?”
>
>Não há nada a retificar
>
>Ta dito e pronto 09:38
>
>
>
>                   09:40 de minuto_versículo em minuto_versículo Idéia parava um minuto_segundo_grau para se alimentar_espreguiçar_bocejar. Este livro_lexômetro é composto por  visões, formas e conhecimento. Idéia estudava_trabalhava na Yes_Sim Informática Digitação, windows, Word, excel, access, power point, scanner, impressora, anti-vírus, miltimídia e internet. E mais: autocad, 34 max, corel braw, photoshop, page_ maker_etc 09:50
>
>
>
>                       10:34 Idéia sempre estava, não aqui mas noutro lugar. Num dado momento passou a ser presente, enfim, a estar aqui_ali  no noutro lugar, não nas Campinas mas noutra lan_casa_house_internet rua 21, qd.40, sala 41E, o nome da logos_casa_jogos_brincadeiras é W.B. Lan House, fone 62- 229-4711. Não tem folder, por isso não sabe quais serviços são vendidos_oferecidos aos clientes_pacientes_viventes spin mensageiros assim como Idéia-I_você. O outro ficou para trás, o dono da Yes_Sim Informática. Idéia olhou no dedo dele. Não é casado_amarrado. Pode_deve ter-se esquecido da aliança_compromisso_peia_amarração num bar 10:41
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
> ;
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>
>1.Isto é um fragmento da História de Idéia, que começou no momento 10_70, dez elevado à septuagésima potência negativa, antes da Grande Deiscência de Idéia, que os cientistas chamam de Big_Bang.2.Iniciado há décadas_anos_meses_dias_horas_minutos_graus, Idéia surge deste calendário: Marte ( 07/01 a 20/03), Júpiter (21/03 a 01/06), Saturno (02/06 a 13/08), Urano (14/08 a 25/10) e Netuno (26/10 a 06/01). Cada mês é composto por 73 dias (74 no 1º mês de ano bissexto), dos quais 70 são dias vivos_diferentes e, os demais, mortos_iguais. 3.Ao final de 70 tempos_tempestades será verificado, em meio ao caos, a existência de deiscências ( que atualmente chamam de arte) a serem expostas ao público. 4.Caso vc queira parar de acompanhar A História de Idéia, bem como trocar seu e-mail por outro, manifeste-se!
>
>Grato,
>José Carlos Lima
>ideia70@yahoo.com.br
>*Idéia: Idéia Sem Nome
>**spin: sistema poético informativo nato
>***lexÔmetro: palavra apreendida_aprendida num sonho_versículo
>
>---------------------------------
>Yahoo! Acesso Grátis: Internet rápida e grátis. Instale o discador agora!

Nenhum comentário: